quinta-feira, 27 de junho de 2013

2ª etapa do Brasileiro de Velocross será neste final de semana no RS


Depois de quase dois meses de descanso, o Campeonato Brasileiro de Velocross  retorna em sua 2ª etapa, agendada para este final de semana  (29 e 30 de junho). O local escolhido para a disputa é o motódromo de Dom Pedrito, interior de Rio Grande do Sul.

O líder da categoria 65 cc Léo Nunes, da Escuderia X Motos, espera manter a liderança no campeonato. Léo vem para o RS do Brasileiro de Motocross, onde também segue na ponta. “O resultado atual é devido a muita dedicação e treinos constantes. Assumir a liderança é o bônus . Espero manter o mesmo ritmo no Velocross e chegar ao pódio neste domingo”, afirma.

Gustavo Oliveira, líder na VX2, não correrá esta etapa do Velocross, pois quer se poupar para a próxima etapa do Brasileiro de Motocross, que acontece dias 13 e 14 de julho em Aracaju (SE). “O ritmo do Motocross é pesado e quero focar nos treinos e no meu condicionalmente físico para garantir uma boa colocação na próxima prova”, conta.

A primeira etapa do Campeonato aconteceu no dia 24 de março na Lapa (PR) e  foi realizada em baixo de chuva intensa e vento frio. Para esta etapa, o tempo deve melhorar e garantir a festa dos apaixonados por velocidade.

Fonte: Patrícia Stedile / ENGENHARIA DE COMUNICAÇÃO

quarta-feira, 26 de junho de 2013

Comet GT 250 alia desempenho e custo-benefício

Moto é equipada com motor de dois cilindros em “V” e traz suspensão invertida na dianteira e monoshock na traseira
Helder Lima

Campos do Jordão é destino preferido de motociclistas para um passeio de fim de semana, mas na cidade serrana o visitante também poderá conhecer a linha de motos da Kasinski, que mantém showroom até 28 de julho, no Shopping Estação de Inverno.

Um dos modelos que pode ser conferido no local é a Comet GT 250, moto de média cilindrada, que briga com modelos como a Dafra Next 250, Honda CB 300R e Yamaha Fazer 250, todas em estilo naked, com características para deslocamentos urbanos aliando desempenho e economia.

A Comet GT 250 tem preço de R$ 10.990. Com visual robusto e moderno, o modelo, que se destaca pelo porte, foi desenvolvido especialmente para quem busca alta performance, podendo ser também usada em viagens.

A Kasinski Comet GT 250 tem painel digital completo, rodas de liga leve, freio a disco dianteiro e traseiro de série e dispositivo de segurança no pedal de descanso.

O motor bi-cilíndrico em “V”, DOHC com quatro válvulas por cilindro, tem injeção eletrônica de combustível closed loop, com uma das maiores potências específicas da categoria.

Entre as características, destacam-se o painel digital com conta-giros analógico e a semi-carenagem que envolve o painel e o conjunto óptico, harmonizando o design da moto e contribuindo para o conforto do motociclista. O modelo traz decoração bicolor no banco do garupa e assento antiderrapante.


segunda-feira, 24 de junho de 2013

Volks apresenta 30 modelos em Buenos Aires

Volkswagen Passat Alltrack

Volkswagen Novo Golf
Helder Lima

A Volkswagen está presente no 6º Salão Internacional do Automóvel de Buenos Aires, que ocorre até 30 de junho no espaço de exposições de La Rural. A marca mostra em seu estande 30 modelos de sua gama de produtos.

Entre as novidades apresentadas no salão destacam-se o novo Golf, o up! e o Passat Alltrack. O Novo Golf foi recentemente eleito World Car of the Year 2013 (Carro Mundial do Ano 2013) e é o primeiro modelo da Volkswagen construído segundo os princípios da nova Matriz Modular Transversal (MQB), que adota a modulação de elementos para diferentes plataformas de veículos.

Volkswagen up!
O up!, um dos veículos mais vanguardistas da marca no mundo, em pouco mais de um ano de comercialização se transformou em um sucesso de vendas na Europa, além de também ter sido eleito veículo do ano em 2012. 

Já o Passat Alltrack é um modelo capaz de combinar o conforto de um automóvel premium como o Passat ao desempenho off-road dos mais completos utilitários esportivos.
O público também poderá conhecer de perto o Beetle (Fusca) e o Beetle Cabrio, dois modelos clássicos que se renovaram para manter viva a legenda do Fusca original. 

O Taigun, protótipo de SUV compacto, apresentado pela primeira vez no Salão de São Paulo de 2012, chega a Buenos Aires para deslumbrar os visitantes. Também estará presente o recém-lançado Touareg Hybrid, o utilitário esportivo de alto padrão com motorização híbrida de 380 cv, capaz de rodar 100 quilômetros com apenas 8,2 litros.

Volkswagen Taigun

Híbrido é destaque da Peugeot na Argentina

508 RXH trabalha com dois motores: a diesel, de 163 cv, e elétrico, com mais 37 cv: desempenho com economia
Helder Lima

A Peugeot está lançando no mercado argentino o compacto 208, apresentado há dois meses no mercado brasileiro. O lançamento ocorre no espaço da 6ª edição do Salão de Automóvel de Buenos Aires, que abriu ontem na capital argentina e recebe o público até 30 de junho. 
Mas dois veículos da marca voltados ao universo off-road são os modelos que devem chamar a atenção dos visitantes. Um deles é o 508 RXH, desenvolvido a partir da versão SW do 508. O carro traz motorização híbrida a diesel Hybrid4, tração integral e um modo de funcionamento 100% elétrico.

O 508 RXH dispõe de dois motores que impulsionam o veículo de forma conjunta. Trata-se de um 2.0l HDi FAP de 163 cv, que atua com um motor elétrico de 37 CV, gerando uma potência total de 200 cv e torque de 46 kgfm.

Com transmissão manual sequencial pilotada de seis marchas e padlle shifts no volante, o 508 RXH é capaz de acelerar de zero a 100 km/h em apenas 8,8 segundos e de alcançar uma velocidade máxima de 213 km/h. 

O nível de consumo é reduzido: 24,5 km/l em ciclo misto, e emissões de CO2 de apenas 107 g/km. Para a Peugeot, o 508 RXH representa um enriquecimento de sua gama e inaugura uma denominação original que combina o nome tradicional dos modelos com o zero central e três letras, como nos outros veículos distintivos.

Pela primeira vez no país, a Peugeot da Argentina também exibe o 4008, um SUV compacto de tração integral que será comercializado no mercado local a partir do último trimestre de 2013. Por seu design distintivo e suas prestações de SUV 4x4, o 4008 é uma resposta moderna às exigências dos clientes de veículos off road num segmento de forte crescimento em nível mundial.

Scooters e o apelo da sustentabilidade

A Peugeot da Argentina também aposta na mobilidade sustentável e apresenta no Salão de Buenos Aires uma gama de scooters e bicicletas, com diversos modelos. A marca se valerá da mostra para detectar a reação do público e avaliar sua comercialização no país.

Dentre as scooters, são exibidos o Kisbee (motor quatro tempos, 50 cc), um modelo pequeno, ligeiro e ágil, ideal para a cidade; o Speedfight 3 (dois tempos, 50 cc), terceira geração da icônica moto esportiva da Peugeot, com um motor refrigerado por líquido; e a Citystar 125i (quatro tempos, 125 cc), um scooter médio, de aspecto esportivo e grande desempenho na cidade e na estrada, graças a seu motor que produz uma potência de 15 cv. 

Outros produtos nessa linha são a Satelis 300i (quatro tempos, 280 cc), o maxi scooter da Peugeot, que combina requinte e luxo, apresentando atributos herdados do universo dos automóveis; e a Metropolis 400 (quatro tempos, 400 cc), um revolucionário triciclo desenvolvido pela Automobiles Peugeot em conjunto com a Peugeot Scooters, que combina as vantagens de um carro e uma moto e representa a visão moderna de um novo tipo de mobilidade tridimensional.

sexta-feira, 21 de junho de 2013

35 anos depois, o retorno da Alpine a Le Mans


A Alpine não participava mais das 24 Horas de Le Mans desde 11 de junho de 1978 e a vitória do Renault Alpine A442B pilotado por Jean-Pierre Jaussaud e Didier Pironi. 

Iniciada no ano passado por Carlos Tavares, Vice-Presidente de Operações da Renault, o relançamento da Alpine se traduz hoje pela participação de um Alpine A450 na clássica corrida através da escuderia Signatech Alpine.

Philippe Sinault, líder da equipe, tem plena consciência da emoção provocada por este retorno: “O público e os aficionados querem compartilhar esta história conosco. O objetivo era colocar a marca novamente neste circuito. A missão já foi cumprida e, agora, cabe a nós darmos um bom resultado nas 24 Horas de Le Mans para mostrar que estamos no caminho certo. Ainda temos alguns detalhes para validar durante os testes de quarta e quinta-feira. Estes dois dias também vão permitir que nossos pilotos façam o seu aquecimento. Mas sabemos que o resultado final não é decidido durante estes testes… A largada da corrida será uma espécie de marco neste magnífico projeto. Mas será também o início de uma nova história. A equipe tem uma grande responsabilidade. Vinte e duas equipes estão escritas na categoria LM P2 e aproximadamente quinze têm condições de ganhar. O ritmo vai ser incrivelmente elevado, como se fosse um sprint de 24 horas. Com um único carro, não haverá nenhum tipo de estratégia. Vamos precisar tomar a dianteira e dar o máximo durante toda a corrida!”


Autor do segundo tempo na categoria LM P2 no dia de testes, Nelson Panciatici não esconde sua impaciência: “Que venha a corrida! Há um mês estamos trabalhando exclusivamente na preparação desta prova de 24 horas. Não vejo a hora de estar na largada. Vamos tentar fazer um bom tempo nos testes, mesmo se isso não for o mais importante. Depois, será um ritmo de Grande Prêmio. Teremos que largar muito rápido para chegar lá.”

“São muitos os desafios”, comenta Tristan Gommendy. “Acho que é um momento muito importante para nós, mas também para os espectadores, que torcem pelo retorno de um grande construtor francês como a Alpine. Devemos ser o mais profissional possível. Precisamos estar calmos, serenos, confiantes e humildes. Na corrida, não podemos cometer nenhum erro, além de esperar um empurrão do destino. São muitos parâmetros em jogo. As 24 Horas de Le Mans são uma das provas mais difíceis do mundo.”

Pierre Ragues, o piloto mais experiente do trio Signatech Alpine, que já conta com seis participações em seu currículo, também está ansioso: “Mal posso esperar para pilotar! Estamos prontos, fizemos bons testes. Trabalhamos bastante com os pneus e o tanque cheio. O Alpine A450 é fácil de pilotar tanto em pista seca quanto molhada. Pela minha experiência, vai ser um grande desafio deste o início. Teremos que dar o máximo nos dois terços iniciais da corrida. Vamos ver como nos saímos no domingo de manhã. Mas acho que teremos que nos arriscar para brilhar na LM P2.”

Há 35 anos

Em 1978, a “pesagem” acontecia na terça-feira que antecedia a corrida, no parque Quinconce des Jacobins, onde desfilaram quatro Renault Alpine. Com o número 1, o A443 n° 1 de Patrick Depailler e Jean-Pierre Jabouille era novo, enquanto que os A442B n° 2 de Jean-Pierre Jaussaud e Didier Pironi, A442A n° 3 de Derek Bell e Jean-Pierre Jarier e A442A n° 4 de José Dolhem, Guy Fréquelin e Jean Ragnotti já haviam corrido em 1977. 

Programação
Quinta-feira 20 de junho
16h / 16h30 – Coletiva de imprensa (Motorhome Signatech Alpine)
19h / 21h – Testes classificatórios
22h / 0h – Testes classificatórios

Sexta-feira 21 de junho
15h / 15h30 – Coletiva de imprensa (Motorhome Signatech Alpine)
17h30 / 19h30 – Desfile dos pilotos

Sábado 22 de junho
9h / 9h45 – Aquecimento
10h / 11h – Coletiva de imprensa com Carlos Tavares, Vice-Presidente de Operações da Renault, Jean-Pierre Jaussaud, vencedor da edição 1978 com o Alpine, e Gérard Larrousse, Diretor Esportivo da Equipe Alpine em 1978 (Motorhome Signatech Alpine)
15h – Largada das 24 Horas de Le Mans

Fonte: Imprensa Renault


quinta-feira, 20 de junho de 2013

Com carro elétrico de 544 CV, Mitsubishi Motors encara a tradicional corrida de Pikes Peak


Na próxima semana, a tradicional competição de Pikes Peak terá um “silêncio” inovador. O ronco dos motores e a poluição dos combustíveis serão substituídos pela mais alta tecnologia elétrica do Mitsubishi iMiEV, que encara a prova pelo segundo ano consecutivo.

iMiEV Evolution II encara as curvas de Pikes Peak.
Foto: Mitsubishi Motors/Divulgação
Silencioso, mas muito potente, esse protótipo, baseado na versão de rua, é equipado com quatro motores elétricos de 100 kW cada, o que equivale a uma potência total de 544 CV. Serão dois iMiEV Evolution II correndo este ano em Pikes Peak, com os pilotos Hiroshi Masuoka e Greg Tracy.

Protótipo tem quatro motores elétricos.
Foto: Mitsubishi Motors/Divulgação
O Pikes Peak é realizado anualmente no Colorado, Estados Unidos, e tem um grande desafio para os pilotos, já que a prova é realizada nas estradas da montanha com uma série de ziguezagues e curvas de alta velocidade. A largada ocorre a 2.862 metros de altitude e a chegada é com 4.300m, em um percurso com pouco mais de 19 quilômetros e 156 curvas. A prova deste ano será realizada no dia 30 de junho.

O Mitsubishi iMiEV é o primeiro veículo elétrico a ser produzido em grande escala no mundo, desde 2009. De lá para cá, mais de 30.000 unidades já foram vendidas em países da Europa, no Japão e Estados Unidos. No Brasil, algumas unidades do Mitsubishi iMiEV já circulam por grande capitais, como São Paulo e Rio de Janeiro.

Tecnologia para o presente

Adicionar legenda
Toda a tecnologia e aprendizado adquirida pela equipe de engenheiros e mecânicos no Pikes Peaks é usada no aprimoramento dos carros elétricos e a criação de novas e modernas tecnologias para equipar os veículos Mitsubishi.

Em 2012, em sua primeira participação, a Mitsubishi ficou com a vice colocação na competição. Com todo o know-how adquirido, os engenheiros puderam analisar com detalhes diversos dados de velocidade, aceleração em pista, além de consumo da bateria, temperatura, entre outros, que foram fundamentais no aperfeiçoamento do veículo. Com isso, e após mais de um ano de preparação e desenvolvimento, surgiu a segunda geração do iMiEV Evolution, com um motor mais potente e novos componentes.

O iMiEV Evolution II é equipado com a tração 4x4 (S-AWC), sinônimo da mais alta tecnologia em todo o mundo. O modelo recebeu uma série de melhorias, como as novas baterias de alta capacidade, quatro motores elétricos, que geram 544 CV de potência, controles de tração e estabilidade (AYC e ASC), que não deixam o veículo sair da trajetória correta, além dos freios com ABS. Tudo isso agregado a uma estrutura leve e aerodinâmica, que possibilita uma melhor performance nas 156 curvas da montanha.

Pilotos

Com a experiência adquirida em 2012, o piloto japonês Hiroshi Masuoka, duas vezes campeão do Rally Dakar e vencedor de diversas provas automobilísticas ao redor do mundo, encara novamente esse desafio. O piloto, que veio ao Brasil no fim do ano passado para conhecer os ralis que a Mitsubishi realiza no país, trabalha no desenvolvimento de veículos e na formação de novos pilotos.

“Graças ao know-how adquirido em 2012, fomos capazes de melhorar ainda mais o iMiev Evolution. Agora com o Greg Tracy no time e sua vasta experiência no automobilismo, faremos o nosso melhor”, destaca Masuoka.

Outro destaque é o piloto norte-americano Greg Tracy, seis vezes campeão de Pikes Peak nas motos. Atuando como piloto dublê em filmes, ele acumula vasta experiência também nas quatro rodas e conhece como ninguém as curvas do Colorado. “Estou muito animado em competir com o iMiEV. Vou fazer o meu melhor para tornar este veículo elétrico campeão pela primeira vez”, garante ele.

Ficha técnica - iMiEV Evolution II

Dimensões: 4870 x 1900 x 1390mm
Ocupantes: 1
Tração: 4x4 integral
Motores: 4 (dois na frente e dois atrás)
Potência máxima: 400 kW (100 kW x4) - 544CV
Capacidade máxima da bateria: 50 kWh
Chassi: estrutura tubular
Fibra de carbono
Pneus: 260/660-18

Fonte: Imprensa Mitsubishi Motors

Sorriso será sede da 3 ª etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross 2013

Pista arenosa característica de MT favorece pilotos da Escuderia X Motos, que vão em busca das primeiras colocações
Neste final de semana o munícipio de Sorriso, interior de Mato Grosso, irá receber os melhores pilotos de motocross do Brasil numa disputa que certamente deixará os favoritos mais próximos do título do Campeonato Brasileiro de 2013.

Com o campeonato equilibrado, estimados 200 pilotos irão acelerar nesta que é a terceira etapa do Brasileiro. A Escuderia X Motos quer manter a liderança na categoria 65 cc com o piloto Léo Nunes e avançar na MX1 com Jean Ramos, que está apenas 4 pontos atrás do líder. O piloto tem intensificado os treinos e espera um bom rendimento em Sorriso. O terreno irregular e arenoso também favorecem Jean, que mostrou habilidade na última prova realizada em Três Lagoas (MS), pista com características semelhantes. 

A Escuderia X Motos ainda conta com Gustavo Oliveira na MX2, e Davis Guimarães na MX3 que corre com o protótipo da X Motos do Brasil, a moto XM450R.

No sábado os ingressos para acompanhar os treinos custarão R$5,00 ou um quilo de alimento não perecível. Já no domingo os ingressos serão vendidos a R$20,00.

PROGRAMAÇÃO
Sábado (22 de junho) 
7h40 – Treino Livre da MT 230cc
8h10 – Treino Livre MX 3
8h40 – Treino Livre Categoria 65cc
09h10 – Treino Livre MX 2
09h50 – Treino Livre da Junior
10h20 – Treino Livre MX 1
11h50 – Treino Cronometrado MX 3
12h20 – Treino Cronometrado da 65cc
12h50 – Treino Cronometrado da MX 2
13h30 – Treino Cronometrado da Junior
14h00 – Treino Cronometrado da MX 1
14h40 – Treino Cronometrado MT 230cc
15h20 – Largada Oficial MX 3
16h00 – Largada Oficial 65cc
20h00 – Show do Joaninha no Estádio Municipal (1 quilo de alimento)
23h00 – FEST CROSS – CastellusClub

Domingo (23 de junho)
08h00 – Warm Up –MT 230cc
08h30 – Warm Up – MX 2
09h00 – Warm Up - Junior
09h30 – Warm Up – MX 1
11h30 – Largada Oficial da MX 2 – 1ª Bateria
12h20 – Largada Oficial da Junior
13h10 – Largada Oficial da MX 1 – 1ª Bateria
14h00 – Largada Oficial da MX 2 – 2ª Bateria
15h00 – Largada Oficial MT – 230cc
15h40 – Largada Oficial da MX 1 – 2ª Bateria
17h00 – Encerramento

Contato - Imprensa Escuderia X Motos 

Copa Troller vai a Curitiba nesse sábado com mais de 120 carros no gride

Foto: Doni Castilho
A Copa Troller promove a terceira prova do Campeonato Sudeste 2013 neste sábado (22 de junho), em Curitiba, no Paraná, e já conta com mais de 120 carros inscritos na competição. O rali de regularidade exclusivo para  utilitários Troller T4 terá largada no Parque Barigui, um dos principais pontos turísticos da capital paranaense, seguindo em direção à região de Itaperuçu.

Foto: Doni Castilho
A chuva dos últimos dias na região contribuiu para criar as condições de terreno desafiadoras que os praticantes de rali adoram. “Preparamos um roteiro especial para permitir o uso de todos os recursos off-road do Troller T4, como as marchas reduzidas e a capacidade de submersão na água”, diz Ricardo Menezes, um dos diretores da prova.

Promovida pela Troller, marca do grupo Ford, a competição está completando 11 anos de realização. Uma de suas características é permitir a participação de pilotos com diferentes níveis de habilidade, desde iniciantes, na categoria Passeio, evoluindo depois para Expediton, Turismo, Graduados e Master.

Organização

 Ao longo dos anos, a Copa Troller tornou-se um dos principais ralis de regularidade do País, reunindo centenas de participantes em suas diversas etapas pelo Brasil. “A cada ano trabalhamos para melhorar as trilhas, a estrutura e a organização das provas como um todo. Através de pesquisas com os competidores durante as etapas identificamos onde temos potencial para melhorar e trabalhamos para atender as expectativas.”, diz Carla Freire, supervisora de Marketing da Troller.

Em 2012, a Troller trouxe iniciativas para o tornar o campeonato ainda mais atrativo, através da divisão da prova em três etapas além da cobertura em tempo real pelo Facebook. Com isso, a marca vem aumentando a presença de público no evento e nas mídias sociais, que hoje conta com mais de 70 mil fãs no Facebook.

A cobertura completa do evento poderá ser acompanhada na página www.facebook.com.br/trollerbrasil.

Fonte: Imprensa Troller

Ford leva a tecnologia de segurança MyKey para 6 milhões de veículos


A chave configurável MyKey, tecnologia de segurança da Ford que permite limitar a velocidade máxima e vários outros parâmetros de utilização do veículo, já está presente em 6 milhões de carros no mundo. No Brasil, além do Fusion e do Edge, o equipamento é oferecido como opcional no New Fiesta 2014, que contribui para popularizar esse recurso inédito.

O sistema MyKey pode ser usado, por exemplo, quando o carro é dirigido por motoristas jovens ou entregue ao manobrista. Ele permite configurar a chave reserva para limitar a velocidade máxima e o volume do áudio e impedir a desabilitação de equipamentos de segurança, como o controle de estabilidade. Além disso, dispara alertas de uso do cinto de segurança, nível de velocidade e combustível na reserva.

O sistema é programado facilmente pela tela do sistema SYNC e oferece diversas opções:
• Alerta persistente de uso do cinto de segurança: emudece o som do áudio e soa um aviso para que o cinto seja atado. O painel também exibe uma mensagem: “Afivele o cinto para ouvir o rádio”;
• O volume do sistema de áudio por ser limitado a 44% da potência máxima;
• A velocidade máxima do carro pode ser limitada a 128 km/h, junto com o disparo de alertas sonoros quando ele atinge as faixas 70, 90 e 100 km/h; 
• A função “não perturbe” permite bloquear a entrada de chamadas no celular e mensagens de texto, quando o celular está pareado com o sistema de conectividade SYNC. As chamadas são direcionadas para o correio de voz e as mensagens de texto guardadas na memória;
• Além dos avisos usuais quando o combustível disponível no tanque atinge a autonomia de 40 e 80 km, o sistema MyKey permite que um alerta extra seja disparado quando a autonomia chega a 120 km.
(18/06/2013)

Fonte: Imprensa Ford

Seu carro é um beberrão de combustível?


Esta pergunta você provavelmente já ouviu: “O seu carro gasta muito combustível?”

Para calcular o consumo, é bem simples!  Basta escolher um posto de confiança e pedir para o frentista completar o tanque. A partir daí, é só zerar o hodômetro parcial e, no próximo abastecimento, verificar quantos litros foram usados para se completar o tanque novamente.

Fazendo a divisão de quilômetros rodados pela quantidade de litros, obtemos a média em km/l (quilômetros por litro).

Porém, nos dias de hoje, com os veículos bicombustíveis em conjunto com a variação de preço por litro nos postos, fica muito mais coerente sabermos quantos reais estamos gastando em combustível por quilômetro percorrido.

CALCULADORA MENTAL
O princípio é o mesmo!  Abasteça o veículo e zere o hodômetro. Assim que for abastecer novamente, complete o tanque e anote quantos reais gastou!

EXEMPLO: Vamos supor que você gaste R$ 105 no reabastecimento e, no final do tanque, o hodômetro marque 400 quilômetros percorridos.

Teremos: R$ 105 ÷ 400 quilômetros = R$ 0,26/km. Ou seja, serão gastos 26 centavos de combustível para cada quilômetro percorrido.

Abaixo está um exemplo do comparativo entre gasolina e etanol:



Você viu que a vantagem em reais é do etanol.

O grande benefício de se acompanhar o consumo é identificar variações que podem representar problemas de ordem mecânica, elétrica, combustível de má qualidade e até mesmo uma forma de condução não apropriada.

Lembre-se que o consumo pode variar se você roda muito na estrada ou só no perímetro urbano, e também de acordo com o modo de condução.

Quem tem “pé de chumbo” gasta mais. Quem dirige sobriamente, com segurança, gasta menos. Nada mais justo...

Fonte: CESVI BRASIL - Centro de Experimentação e Segurança Viária

quarta-feira, 19 de junho de 2013

Phoenix Studio comercializa Scooters da marca Motorino

A empresa se tornou licenciada da Northstar na comercialização da marca Motorino em Curitiba
A Phoenix Studio conta com 4.100m² de área construída e dispõe de amplo showroom para exposição e venda de veículos, motos premium como Harley-Davidson, oficina de customização de Harley-Davidson e Phoenix Rentals com locação de Harley-Davidson, departamento de importação e restauração de carros antigos. Além disso, a partir deste mês a Phoenix passa a comercializar Scooters da marca Motorino como licenciada da Northstar em Curitiba.

O showroom da Phoenix agora conta com diversos modelos de Scooters como é o caso da Bacio, Bellavita, Bellagio Custom, LML Star, Velvet, Custom, Custom S e Vinci. Cada qual com a sua particularidade. No entanto, o destaque das Scooters é que elas representam um estilo de vida que vai muito além do que um simples meio de locomoção.

A Phoenix ainda oferece customização personalizada para cada Scooter Motorino, sempre a escolha do cliente. É possível customizar bancos, manoplas e pintura, tudo de acordo com o gosto de cada cliente em especial.

Além do design moderno e arrojado, as Scooters Motorino são uma alternativa mais sustentável nos dias de hoje: cada quilômetro rodado contribui para a conservação dos recursos energéticos, para o meio ambiente e para o trânsito.

O que difere uma scooter das motos convencionais é a posição de pilotagem: na scooter, o piloto fica sentado, com os pés sobre o assoalho, não montado como nas demais motos. O espírito urbano das scooters combina com as grandes cidades e curtos trajetos, com estilo e praticidade. Com transmissão automática e geralmente muito leves, as scooters são fáceis de pilotar. A leveza, aliada ao formato de uma scooter, praticamente elimina a ação de ventos fortes laterais, ficando a scooter bem menos sensível.

Que tal fazer um test drive em uma Scooter na Phoenix Studio? Conheça cada modelo de Scooter em especial e escolha a sua! Quer saber mais? +55 (41) 3362-7457 / 3089-9191 ou http://www.phoenixstudio.com.br. Curta a Phoenix no Facebook! http://www.facebook.com/MotorcyclesPhoenix e http://www.facebook.com/phoenix.phst 

Serviço: 
Phoenix Studio e Phoenix Motorcycles / Phoenix Rentals
BR 116 - nº6000 - Tarumã - Curitiba/PR - CEP. 82.590-300
Telefone: +55 (41) 3362-7457 / 3089-9191
http://www.phoenixstudio.com.br
Curta a Phoenix no Facebook! http://www.facebook.com/MotorcyclesPhoenix e http://www.facebook.com/phoenix.phst 

Fonte: BelPress :: Comunicação


Ford apresenta o Fiesta R5 de competição para o Campeonato Mundial de Rali


A Ford apresentou para a imprensa europeia o Ford Fiesta R5, primeiro carro da categoria homologado e pronto para a disputa de ralis, que tem como missão dar sequência à presença dominante do New Fiesta nas competições ao redor do mundo. A sua estreia oficial será no Campeonato Mundial de Rali da FIA, em agosto, na Finlândia.

Baseado no Fiesta ST de rua com motor 1.6 EcoBoost – o Fiesta de produção em série mais rápido já feito pela Ford, lançado este ano –, o Fiesta R5 foi preparado pela M-Sport com um projeto totalmente novo. Ele foi 95% desenhado e produzido a partir do zero, tornando-se o primeiro de uma nova geração de carros de rali. 

O Fiesta R5 conta com tração 4x4 e foi projetado para oferecer praticidade e facilidade de manutenção para os times de competição. Já na semana do seu lançamento público ele registrou a reserva de 18 unidades, muitas das quais estarão no grid do Rali da Finlândia.

Mas os fãs não terão de esperar até lá para ver o Fiesta R5 em ação. Antes da estreia no mundial, ele vai disputar o Rali Geko Ypres, na Bélgica, de 27 a 29 de junho, pilotado por Thierry Neuville e Nicolas Gilsoul, da equipe Qatar World Rally. 

“Há muito tempo não fico tão empolgado com um projeto como estou agora com o Fiesta R5. Nossos projetistas dedicaram muito tempo de pesquisa e desenvolvimento para chegar ao acerto ideal e esse trabalho está sendo reconhecido. As 18 reservas já feitas mostram que o mundo do rali deposita muita confiança no Ford New Fiesta e na M-Sport em produzir um carro altamente confiável e competitivo”, diz Malcolm Wilson, diretor da M-Sport. 

Fonte: Imprensa Ford

Guto Simião vence 2º Etapa do Paranaense de Cross Country


O piloto da Escuderia X Motos Guto Simião venceu a 2ª Etapa do Campeonato Paranaense de Cross Country, realizada em São José dos Pinhais (Região Metropolitana de Curitiba).

A chuva e o mal tempo não o impediram de demonstrar toda a sua habilidade e experiência nas pistas. Guto correu pela categoria Estreantes Especial e ficou com o 2º melhor tempo nos treinos. Com as condições ruins do terreno, uma das duas baterias do domingo foi cancelada, ficando somente 1 Bateria de 40 minutos.

Guto largou em 4º Lugar, mas logo assumiu a ponta. “Andei constante, sem forçar para não cansar, pois sabia que terminando as prova estaria bem colocado. Levei uma queda na segunda volta e perdi uma colocação, mas logo o terreno foi separando os pilotos que não estavam bem preparados. Alguns trechos ficaram intransponíveis, tive que procuras caminhos alternativos no meio da mata para continuar. Faltando uma volta, alcancei o líder e passei”, conta. O piloto terminou a prova com 3 minutos de vantagem com relação ao segundo colocado.  

Guto corre com a nova XM250R, moto off road da X Motos do Brasil, sua patrocinadora. “A XM250 se comportou muito bem, andei o tempo todo com a moto praticamente fervendo. Mais uma vez provo que a moto é extremamente competitiva e veio para ficar”, afirma.

A próxima competição acontece no dia 28 de julho e a expectativa para Simião é atingir o mesmo sucesso desta etapa.

Fonte: Patrícia Stedile / ENGENHARIA DE COMUNICAÇÃO

terça-feira, 18 de junho de 2013

Campeonato Paulista de Marcas e Pilotos: Apesar dos problemas, Crossfox-Engebras Racing conquista pódios em todas as baterias


A equipe Crossfox-Engebras Racing sofreu com problemas mecânicos durante toda a 6ª bateria do Campeonato Paulista de Marcas e Pilotos, disputado esse final de semana no Autódromo de Interlagos (SP).

Na categoria Super, Pedro Pimenta esteve sozinho na condução do Chevrolet Corsa, n° 51 da equipe, uma vez que seu companheiro de equipe, Marcio Philippi não participou da etapa devido a estar em recuperação após cirurgia.

Largando na 6ª colocação na categoria, Pimenta fez uma boa largada ficando no pelotão dos líderes, até na segunda volta assumir a 5ª colocação. Com problemas na suspensão dianteira, Pimenta assumiu a quarta colocação de Cristian Mohr, companheiro de Luiz Cirino na 11ª volta.

Após o término da prova, os comissários técnicos constataram falta de peso no carro do vencedor Ricardo Sargo, desclassificando o piloto. Com isso Pimenta ganhou mais uma posição terminando a etapa em terceiro lugar.

Na categoria Light, os irmãos Eber Gomes e Jefferson Gomes terminaram as baterias na quarta colocação. Na primeira bateria, Jefferson largou com o Chevrolet Corsa n° 32 da equipe na quarta colocação, e com problemas nos freios não conseguiu partir em busca de Douglas Carvalho Jr., que conseguiu superar Jefferson na terceira volta e manter-se a frente.

Na segunda bateria, agora com Eber Gomes, o carro da equipe Crossfox-Engebras Racing voltou a dar problemas faltando três voltas para o fim, agora com a quebra da quinta marcha. Eber fez uma boa prova mantendo-se em terceiro lugar até a 12ª volta, quando novamente perdeu a posição para Douglas Jr.

Mesmo assim, a equipe se mantém na luta pelos títulos na categoria Super e Light, sendo que Pimenta está em terceiro lugar na classificação com 132 pontos, contra 154 de Luiz Cirino, o líder da categoria Super.

Os irmãos Gomes mantiveram a quarta colocação na categoria Light, agora com 98 pontos; Maique Papareli que venceu e somou todos os pontos de melhores voltas e da pole position agora está com 161 pontos.

Nessa etapa o piloto da categoria Novatos da equipe, Paulo Durci, não participa devido a compromissos pessoais.

A próxima etapa da Copa Marshal de Marcas e Pilotos acontece nos dias 19, 20 e 21 de julho, junto com o Campeonato Brasileiro de Marcas e a Fórmula 3 Sul-americana.

Confira o resultado da 1ª bateria:
1) 55-Rodrigo Moreno (S), à 2.862
2) 65-Aldo Piedade Jr (S), à 3.331
3) 51-M. Philippi/ P. Pimenta Jr (S), à 3.598
4) 59-L. Cirino/ C. Mohr (S), à 4.356
5) 92-M. Camacho/ Piccolo (S), à 16.924
6) 87-Gustavo M. (S), à 17.806
7) 880-Maique Papareli (L), à 18.281
8) 105-Thiago Oliveira (N), à 20.986
9) 66-G. Pedras/ L. Filgueiras (S), à 24.325
10) 18-Claudio Roscoe (S), à 24.745
11) 68-Nelson Fortes (L), à 26.934
12) 16-Alexandre Papazissis (S), à 28.200
13) 28-Virgilio Fagundes (N), à 29.466
14) 19-Renato Marlia (S), à 37.907
15) 71-Alexandre Souza (S), à 38.406
16) 50-Douglas Carvalho Jr (L), à 45.475
17) 89-G. Passarelli/ V. Passarelli (S), à 45.850
18) 32-Eber/ Jefferson (L), à 51.134
19) 173-Ayman Darwich (N), à 1:00.915
20) 0-João Cardoso Jr (S), à 1:02.177
21) 10-Marcelo Costa (S), à 1:02.314
22) 36-Carlos Auricchio (L), à 1:12.212
23) 43-Anderson Scovoli (N), à 1:13.515
24) 333-Eduardo Doriguel (L), à 1:27.017
25) 117-R. Manzini/ A. Ortega (N), à 1:34.856
26) 213-L. Pagliato/ M. Silva (N), à 1:38.674
27) 70-Will (N), à 1:46.235
28) 11-Ricardo Gargiulo (S), à 1:54.339
29) 27-W. Freitas/ E. Amaral (S), à 2 voltas
30) 22-Ricardo Pavanelli (S), à 3 voltas
31) 137-Valter Sousa Jr (L), à 4 voltas
32) 25-Max Mohr (S), à 6 voltas
33) 101-Adriano Moreira (N), à 6 voltas
34) 433-P. de Tarso / T. Lombardi (N), à 9 voltas
35) 7-Thomaz Soubihe (S), à 10 voltas
36) 82-C. Martins/ L. Martins (L), à 13 voltas
37) 1-Eduardo Castilho (N), à 13 voltas

Desclassificado: 81-Ricardo Sargo (S) – Irregularidade técnica

Melhor Volta: L. Cirino/ C. Mohr (59), 2:03.365 (média de 125,743 km/h), na 2ª volta


Confira o resultado da 2ª bateria:
1) 59-L. Cirino/ C. Mohr (S), (16 voltas) 33:11.608
2) 87-Gustavo M. (S), à 1.509
3) 65-Aldo Piedade Jr (S), à 3.459
4) 55-Rodrigo Moreno (S), à 7.392
5) 880-Maique Papareli (L), à 14.222
6) 19-Renato Marlia (S), à 14.689
7) 66-G. Pedras/ L. Filgueiras (S), à 19.501
8) 81-Ricardo Sargo (S), à 23.061
9) 27-W. Freitas/ E. Amaral (S), à 23.904
10) 18-Claudio Roscoe (S), à 23.987
11) 71-Alexandre Souza (S), à 24.850
12) 68-Nelson Fortes (L), à 25.770
13) 16-Alexandre Papazissis (S), à 31.148
14) 105-Thiago Oliveira (N), à 31.233
15) 92-M. Camacho/ Piccolo (S), à 33.811
16) 28-Virgilio Fagundes (N), à 36.171
17) 89-G. Passarelli/ V. Passarelli (S), à 40.210
18) 171-L. Fortunato/ R. Kreis Jr (S), à 40.366
19) 50-Douglas Carvalho Jr (L), à 45.457
20) 25-Max Mohr (S), à 48.117
21) 173-Ayman Darwich (N), à 48.339
22) 32-Eber/ Jefferson (L), à 56.245
23) 80-C. Asciutti/ Z. Farias (S), à 58.243
24) 117-R. Manzini/ A. Ortega (N), à 1:01.517
25) 36-Carlos Auricchio (L), à 1:01.716
26) 10-Marcelo Costa (S), à 1:07.433
27) 43-Anderson Scovoli (N), à 1:14.912
28) 7-Thomaz Soubihe (S), à 1:20.234
29) 333-Eduardo Doriguel (L), à 1:26.879
30) 137-Valter Sousa Jr (L), à 1:35.719
31) 70-Will (N), à 1:45.605
32) 213-L. Pagliato/ M. Silva (N), à 1:51.116
33) 82-C. Martins/ L. Martins (L), à 1 volta
34) 11-Ricardo Gargiulo (S), à 2 voltas
35) 22-Ricardo Pavanelli (S), à 3 voltas
36) 0-João Cardoso Jr (S), à 15 voltas


Fonte: VG3 - Assessoria de Imprensa e Comunicação

Cirino vence e mantém a liderança na Super


Largando na pole position, Gustavo Mascarenhas (Fiat Palio, n° 87 – Fast Racing) manteve a liderança após a largada pela categoria Super, se defendendo das investidas de Luiz Cirino (Chevrolet Corsa, n° 59 – Arias Motorsport) e Aldo Piedade Jr. (Chevrolet Celta, n° 65 – Alpie Competições), que após a largada ultrapassaram Marcelo Camacho (Chevrolet Corsa, n° 92 – Phoenix Competições) e assumiram respectivamente a segunda e terceira colocações.

A liderança de Mascarenhas durou até a 6ª volta, quando Cirino fez a ultrapassagem na curva do ferradura deixando Aldo em posição de ataque; o mineiro resistiu aos ataques durante toda a prova, recebendo a bandeira quadriculada à frente do piloto da Alpie com 1s950 de vantagem.


Devido a punição por falta de peso na primeira bateria, Ricardo Sargo (Chevrolet Celta, n° 81 – Alpie Competições) largou na última colocação para a segunda bateria. Realizando uma excelente corrida muito agressiva, o jovem piloto terminou a prova na 7ª colocação pela categoria Super. Destaque também para a dupla Guilherme Pedras e Luiz Filgueiras (Ford Ka, n° 66 – AGB Preparações) que terminou a prova no 6º lugar na Super.

Na categoria Light, nova vitória de Maique Papareli (Chevrolet Celta, n° 880 – Maguila Motorsport), com Nelson Fortes (Chevrolet Corsa, n° 68 – Arias Motorsport) cruzando em segundo lugar e Douglas Carvalho Jr. (Chevrolet Celta, n° 50 – Alpie Competições), que após duelo com Eber Gomes (Chevrolet Corsa, n° 32 – Crossfox-Engebras Racing), terminou na terceira colocação, uma posição à frente do carro dos irmãos Gomes que sofreram com problema na 5ª marcha restando três voltas para o final.

Nova vitória de Thiago Oliveira (Chevrolet Celta, n° 105 – AGB Preparações) pela categoria Novatos; depois de um final de semana muito bom, Virgilio Fagundes (Chevrolet Celta, n° 28 – Arias Motorsport) terminou em segundo lugar, seguido por Ayman Darwich (Chevrolet Celta, n° 173 – Alpie Competições).

Após o final da 6ª rodada, Luiz Cirino manteve a liderança somando 154 pontos pela categoria Super, seguido por Aldo Piedade Jr. (134 pontos) e Pedro Pimenta e Marcio Philippi (132 pontos), que não participaram da última bateria devido a Philippi estar em recuperação após uma cirurgia.

Confira o resultado da 2ª bateria:
1) 59-L. Cirino/ C. Mohr (S), (16 voltas) 33:11.608
2) 87-Gustavo M. (S), à 1.509
3) 65-Aldo Piedade Jr (S), à 3.459
4) 55-Rodrigo Moreno (S), à 7.392
5) 880-Maique Papareli (L), à 14.222
6) 19-Renato Marlia (S), à 14.689
7) 66-G. Pedras/ L. Filgueiras (S), à 19.501
8) 81-Ricardo Sargo (S), à 23.061
9) 27-W. Freitas/ E. Amaral (S), à 23.904
10) 18-Claudio Roscoe (S), à 23.987
11) 71-Alexandre Souza (S), à 24.850
12) 68-Nelson Fortes (L), à 25.770
13) 16-Alexandre Papazissis (S), à 31.148
14) 105-Thiago Oliveira (N), à 31.233
15) 92-M. Camacho/ Piccolo (S), à 33.811
16) 28-Virgilio Fagundes (N), à 36.171
17) 89-G. Passarelli/ V. Passarelli (S), à 40.210
18) 171-L. Fortunato/ R. Kreis Jr (S), à 40.366
19) 50-Douglas Carvalho Jr (L), à 45.457
20) 25-Max Mohr (S), à 48.117
21) 173-Ayman Darwich (N), à 48.339
22) 32-Eber/ Jefferson (L), à 56.245
23) 80-C. Asciutti/ Z. Farias (S), à 58.243
24) 117-R. Manzini/ A. Ortega (N), à 1:01.517
25) 36-Carlos Auricchio (L), à 1:01.716
26) 10-Marcelo Costa (S), à 1:07.433
27) 43-Anderson Scovoli (N), à 1:14.912
28) 7-Thomaz Soubihe (S), à 1:20.234
29) 333-Eduardo Doriguel (L), à 1:26.879
30) 137-Valter Sousa Jr (L), à 1:35.719
31) 70-Will (N), à 1:45.605
32) 213-L. Pagliato/ M. Silva (N), à 1:51.116
33) 82-C. Martins/ L. Martins (L), à 1 volta
34) 11-Ricardo Gargiulo (S), à 2 voltas
35) 22-Ricardo Pavanelli (S), à 3 voltas
36) 0-João Cardoso Jr (S), à 15 voltas

Melhor Volta: L. Cirino/ C. Mohr (59), 2:03.453 (média de 125,654 km/h), na 2ª volta

A próxima etapa da Copa Marshal de Marcas e Pilotos acontece nos dias 19, 20 e 21 de julho, junto com o Campeonato Brasileiro de Marcas e a Fórmula 3 Sulamericana.

Fonte: VG3 - Assessoria de Imprensa e Comunicação